Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

23 January 2013

69% dos brasileiros dormem mal, revela pesquisa do IPOM

Grande parte dos brasileiros, 69%, avalia seu próprio sono como ruim e insatisfatório. Essa é a principal revelação do estudo realizado pelo IPOM – Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente -, que consultou cerca de dois mil brasileiros, de 20 a 60 anos, no final do ano passado.

A pesquisa mostra que desse percentual, 82% afirmam sentir cansaço, sonolência e queda de rendimento em suas atividades durante o dia posterior à noite mal dormida. Outros 25% confirmam que têm dificuldade em pegar no sono, enquanto 18% dizem não conseguir mantê-lo durante toda a noite. Despertam e não voltam a dormir. Já 36% declaram que acordam e voltam a dormir várias vezes.

A pesquisa do IPOM também constatou quais são os principais problemas que vem tirando o sono do brasileiro. Preocupações com problemas familiares e financeiros (50%), estresse (40%) e dificuldade de se desligar dos estímulos eletrônicos (28%), como televisão, celular e internet.

Segundo Myriam Durante, psicoterapeuta holística e presidente do IPOM, o estudo também chama a atenção para o fato das noites mal dormidas estarem se tornando um problema crônico do brasileiro. “Há cinco anos, apenas 55% dos brasileiros declaravam ter problemas relacionados ao sonho. Hoje esse percentual cresceu 14%, assim como a média de noites mal dormidas, que passaram, de 2 ou 3 por semana para 4 e 5. A médio e longo prazo, esse problema causa grandes prejuízos para a saúde”, afirma Myriam.

A privação do sono provoca alterações no metabolismo, como predisposição à depressão, obesidade e diabetes. Também gera aumento da ansiedade, da irritabilidade e de queda na concentração. “Quem não atinge um sono profundo e reparador com frequência acaba entrando num círculo vicioso. Fica mais irritado e estressado e passa a ter dificuldades para relaxar, estado fundamental para se conseguir dormir bem”, explica a psicoterapeuta.

Confira as dicas do IPOM para dormir bem

• Mantenha o quarto o mais silencioso e escuro possível.

• Crie uma rotina para dormir. Vá para a cama e tente dormir e acordar sempre no mesmo horário.

• Não consuma bebidas alcoólicas antes de dormir. Embora elas pareçam induzir o sono, a qualidade não é satisfatória.

• Não durma com a TV ligada. Desligue o aparelho pelo menos 30 minutos antes de dormir.

• Durma em colchões confortáveis fazendo uso de travesseiros

• Evite deitar com fome. Um lanche leve pode ajudar.

• Fazer atividades físicas é muito importante, mas o corpo leva pelo menos três horas para desacelerar após exercícios pesados. Calcule os horários dos seus treinos de modo a não interferir no seu sono.

• Evite comidas pesadas no jantar.

• Tome um chá de camomila ou uma xícara de leite morno para induzir o corpo ao sono.

• Faça um bom relaxamento antes de dormir. A técnica é eficaz para reduzir a tensão, aumentar a criatividade e provoca sensação de paz. Praticando quinze minutos antes de dormir já dá para observar os resultados. Acesse o link e aprenda a fazer o relaxamento:

http://beta3.myriamdurante.com.br/?page_id=1839

Sobre o IPOM

O IPOM – Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente – (www.ipom-org.com.br) é uma entidade destinada às pesquisas e estudos sobre o desenvolvimento da mente e de distúrbios ligados a essa área. A instituição é presidida por Myriam Durante, psicoterapeuta holística, hipnóloga, parapsicóloga e criadora de uma nova abordagem terapêutica, a Busque Autoconhecimento, que engloba diferentes técnicas (como hipnose, programação neurolingüística, radiestesia, meditações, regressão entre outras), tratando o corpo físico, mental, emocional e espiritual como um conjunto de partes integradas.

Confira a matéria na íntegra: http://www.lojamaxipas.com.br/conteudo/69-dos-brasileiros-dormem-mal-revela-pesquisa-do-ipom/