Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

02 September 2014

Acalme-se: estresse exagerado só atrapalha os estudos

Em 15/08/2014, o Portal EAD, do Senac, publicou a matéria "Acalme-se: estresse exagerado só atrapalha os estudos", referindo-se ao resultado da pesquisa "Ansiedade nos estudos" realizado pelo IPOM - Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente em parceria com o Instituto Sou +Jovem, citando a psicoterapeuta holística e hipnóloga Myriam Durante. 

Acalme-se: estresse exagerado só atrapalha os estudos

Preocupações, sem exagero, mantêm o aluno atento e aplicado aos estudos. Mas é preciso identificar o momento em que elas passam a atrapalhar o desempenho.

A chegada do segundo semestre, com a proximidade dos exames finais e vestibulares, tem comprometido o equilíbrio emocional e físico dos estudantes. Segundo um recente estudo feito pelo Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM), junto ao Instituto Sou +Jovem, o medo dos resultados das provas aumenta a ansiedade dos jovens.

Criada para investigar as causas e os impactos dessa realidade na saúde dos estudantes, a pesquisa foi realizada com 1.300 pessoas de 16 a 25 anos. Dentre elas, 68% afirmaram ter excesso de nervosismo às vésperas das provas e, destes, 61% disseram sentir frio na barriga e dores de estômago nessas mesmas ocasiões. Dores de cabeça foram queixa de 58% dos pesquisados e 64% afirmaram dormir mal ou ter insônia.

O estudo ainda mostra que as dificuldades de concentração e memorização de conteúdo afetam 67% dos entrevistados. Mais da metade dos jovens (54%) revelou que não alcança o rendimento desejado, mesmo quando se dedica mais.   Segundo Myriam Durante, presidente do IPOM, quando a fisiologia é modificada por conta do estresse e da ansiedade, os processos inconscientes do corpo também se alteram, como temperatura, pulsação, pressão sanguínea e respiração. Com isso, o cérebro trabalha com menor potencial – assim como os demais órgãos –, fazendo com seja mais difícil memorizar novas informações e, até mesmo, lembrar conteúdos já assimilados.

Por isso, a grande dica é que os jovens aprendam a detectar a ansiedade para usá-la a seu favor. Fernando Elias José, psicólogo especializado na orientação de estudantes, diz que é importante que o aluno tenha preocupações – sem exageros –, pois isso o mantém atento e aplicado aos estudos. Mas é preciso saber identificar a hora em que tal sentimento começa a atrapalhar o desempenho de cada um. “Neste momento, é preciso parar, respirar, comer algo, ir ao banheiro, beber água e, só depois, voltar à prova ou aos estudos”, explica.

 

Confira aqui a matéria na íntegra