Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

28 October 2014

Estresse: vilão ou mocinho?

Em 27/10/2014 o Jornal Correio Brasiliense entrevistou a psicoterpeuta holística e hipnóloga Myriam Durante que falou sobre como o estresse pode influenciar na hora do aprendizado. O jornal também falou do livro "Aprendizagem acelerada" escrito por Myriam.

A ansiedade e o estresse se fazem presentes na rotina de muitos candidatos que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para as provas, aplicadas em 8 e 9 de novembro para 8,7 milhões de inscritos, especialistas apontam que isso tanto pode ajudar o candidato na reta final quanto trazer a ruína. A psicoterapeuta Myriam Durante afirma que 80% dos problemas de aprendizado têm relação com a tensão. “No plano mental, quanto mais força você fizer, menos resultado terá. Quando você fica estressado, não consegue absorver todo o conteúdo estudado”, alerta.

Mantenha o controle!

No livro recém-lançado Aprendizagem acelerada: elimine o estresse e aprenda melhor, a psicoterapeuta Myriam Durante traz dicas e técnicas para conseguir o máximo desempenho durante os estudos. Para auxiliar os candidatos no Enem, a psicoterapeuta destaca oito recomendações para conseguir melhor resultado na prova.

1. Aprenda a relaxar
“Quando a ansiedade toma conta de você, o relaxamento pode ajudá-lo a libertar a tensão muscular e reduzir ou afastar as suas preocupações.”

2. Concentre o foco
“Ficar ligado em uma só tarefa por vez, entendê-la e dedicar-se a ela consolida o aprendizado e faz o cérebro ficar ligado.”

3. Mantenha uma dieta equilibrada
“Para funcionar corretamente, nosso cérebro retira a energia que precisa da comida que você ingere e do oxigênio que você respira. Para ter energia, o cérebro precisa de muita glicose.”

4. Beba água
“O corpo de um adulto é formado, em média, por 60% a 65% de água. Quando há uma queda de 5% nesse percentual de água corpóreo, há também uma queda de quase 30% no desempenho do cérebro.”

5. Visualize o que deseja
“Estudos comprovam que os exercícios de visualização ativam a capacidade mental. Pratique fazendo pequenos ‘filmes mentais’ de tudo que aprender.”

6. Faça exercícios mentais
“O cérebro é o tipo de órgão que, quanto mais você usa, mais fica ativo. Estudar, ler, usar a criatividade... Tudo isso contribui para afiar a mente.”

7. Faça exercícios físicos
“O exercício físico fortalece os circuitos cerebrais, que são responsáveis pelas funções executivas, como analisar um problema, fazer uma conta matemática ou finalizar uma tarefa complexa.”

8. Durma bem
“Dormir bem é fundamental para guardar as informações adquiridas ao longo do dia, pois, entre as funções do sono e do sonho, está a consolidação de memórias de longo prazo.”

 

Confira a matéria na íntegra.