Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

23 September 2015

Insegurança na Infância

Em 20 de setembro de 2015, a revista Pense Mais publicou a matéria "Insegurança na Infância" com texto da Psicoterapeuta Holística e hipnóloga Myriam Durante.

A infância é um período de muitas transformações. Ao nascerem, as crianças vivem em um mundo de constante aprendizado, assimilando e provando tudo que está a seu alcance.

Atualmente, as crianças são muito exigidas em função do mundo em que vivemos: devem saber dominar a informática, falar outras línguas, praticar esportes, tirarem sempre notas altas na escola, serem boazinhas e obedientes. Estando sempre ocupadas com atividades que precisam cumprir (nem sempre tendo tempo para brincar, jogar, chorar, brigar…), não conseguem ser o que são, isto é, crianças.

É muito comum a cobrança dos pais perante o desempenho dos filhos, principalmente no mundo competitivo em que vivemos. Os pais tentarão de todas as maneiras, mesmo que inconscientemente, dar ao filho tudo aquilo que não tiveram na infância, no entanto, devemos encarar que o filho é uma outra pessoa, diferente dos pais, possuindo características e interesses diferentes.

Tantas responsabilidades podem ser colocadas como obstáculo, uma vez que nem sempre a criança consegue facilmente se adaptar a elas. Ela se perde dentre de tantas informações e requisições, gerando uma ansiedade perante o medo de errar ou falhar. E muitas vezes, utiliza-se de alguns comportamentos tais como: agressividade; hiperatividade; angústia; medos; enurese noturna; ser bonzinho em demasia; ser apegada aos adultos; reter fezes; desenvolver tiques; dificuldades escolares e de relacionamentos com os colegas e pais; falta de limite; síndrome de pânico; depressão; dentre tantos outros.

Existem crianças que manifestam esses sentimentos de outra forma, quando se percebem em meio a conflitos (entre os pais, na escola ou em alguma situação específica), acabam adoecendo na tentativa de informar que algo não vai muito bem. Diante de tais conflitos, podem se sentir responsáveis por dilemas que não são seus, mas que vivenciam como sendo.

Preste atenção ao comportamento de seu filho, fique atento a todas essas possíveis mudanças. Caso ocorram, procure ajuda.

A psicoterapia infantil visa auxiliar a criança e os pais quando algo não está bem no desenvolvimento emocional ou social da criança.

Através de técnicas expressivas e de relaxamento, que facilitam o trabalho com estes conteúdos muitas vezes dolorosos e difíceis de abordar. Psicoterapeuta e criança, juntos descobrem o que está dificultando o desenvolvimento desta. A partir dessas descobertas, reconstroem também juntos, outras maneiras dessa criança se posicionar no mundo. Paralelamente ao trabalho com a criança, são realizadas sessões de orientação aos pais, imprescindíveis para o sucesso da terapia, pois trazem informações valiosas sobre a criança, além de permitirem apoio e esclarecimento aos mesmos.

Além de ser recomendada para o tratamento de problemas específicos (hiperatividade, depressão, mania…), a psicoterapia infantil fornece respaldo para que a criança escolha seu próprio caminho, uma vez que os outros não poderão escolher sempre por ela. Independente do “rótulo” (ou diagnóstico) que carrega, a criança pode se redescobrir, diferenciando das críticas e avaliações externas tomadas para si, sendo mais feliz no presente e sofrendo menos na fase adulta.

 

Confira na integra.