Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

16 August 2013

Jornal Start – Coluna Quinzenal – Pai…

Em 16/08/2013, a Psicoterapeuta e Hipnóloga Myriam Durante participou da coluna quinzenal do Jornal Start com o artigo “Pai…“.  Confira!

Pai, uma palavra doce que nos remete a infância e a grandes lembranças. Como uma palavra tão pequena pode carregar tanto significado e tantos sentimentos?

O pai é a primeira figura masculina na vida de uma criança. Ele representa o poder, a segurança, o conforto, o herói.

Essa imagem de pai herói é algo que precisa ser preservado na vida da criança. Mas como manter essa imagem se os pais atuais possuem a crença de que, se proporcionarem aos filhos bens materiais, o lado afetivo não se torna algo tão essencial?

No passado, a figura do pai era uma imagem autoritária e severa, onde demonstrações de carinho não existiam. As gerações seguintes tinham o desejo de mudar essa imagem e passaram a ser amigos de seus filhos, permitindo que os filhos fossem livres em suas escolhas. Geração após geração os pais buscam novas formas de educar seus filhos e, por mais que busquem uma formula mágica ou uma resposta exata, não iram encontrar, pois ela não existe.

A melhor forma de garantir um futuro saudável para o filho é voltando a ser criança. Permita-se sentar no chão com o seu filho para brincar, passear, conversar e escutar o que ele tem para falar. Pois é nesse ambiente de descontração que ele irá aprender as lições mais importantes, lições essas que ele carregará pelo resto da vida.

É preciso parar e refletir que tipo de filhos desejamos deixar para o mundo, pois o filho que você educa hoje será o adulto de amanhã. O pai que cria o filho passando princípios, valores e ética, deixará para o mundo um cidadão atuante. Já o pai que que ensina seu filho que o dinheiro fala mais alto, sem dúvida jogará no mundo um adulto autoritário.

Por isso, vamos aproveitar essa data para refletir e pensar que pai eu estou sendo e qual a prioridade que meu filho tem em minha vida. Se ele não é sua maior prioridade, reveja os seus conceitos.

Confira a matéria na íntegra (página 3): http://issuu.com/stockco/docs/issuu_160813