Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

26 December 2013

Revista Sou Mais Eu – Curei minha insônia com terapia de regressão

Em 26/12/2013, a psicoterapeuta e hipnóloga Myriam Durante participou da edição da revista Sou Mais Eu, da editora Abril, com o artigo “Curei minha insônia com terapia de regressão”. Confira!

Curei minha insônia com terapia de regressão

Hipnotizada, consegui me livrar dos sentimentos ruins do passado que me faziam mal e atrapalhavam meu sono.

Você já dormiu muito pouco numa noite, tipo três ou quatro horas? É exaustivo, né? No dia seguinte a gente sente aquele cansaço que não passa, uma vontade de repor o sono perdido… Agora imagine viver anos assim. Foi o que aconteceu comigo. As noites mal dormidas se acumulavam e os sintomas me deixavam mal: vivia esgotada, com falta de concentração, impaciência e mau humor. E isso influenciava tudo na minha vida, inclusive minha carreira: eu precisava terminar a clínica da faculdade de psicologia para poder crescer no trabalho, mas andava tão exausta que não conseguia lidar com os pacientes. Por causa da minha insônia, fui reprovada e não consegui me formar!

Sem dormir, eu era um fiasco na faculdade.

Sempre fui muito ansiosa e fumo desde que sou maior de idade, mas não sei bem quando começou essa coisa de não dormir direito. Só lembro que as coisas pioraram em 2008. Nessa época, eu cursava a faculdade de psicologia. Eu não pretendia ser psicóloga ou clinicar, só queria o diploma, pois já trabalhava com RH havia anos e precisava dele para poder ser promovida e crescer na carreira.

Era o último ano da faculdade, ano da clinica. Eu tinha de lidar com pacientes reais e ser avaliada por meu desempenho nisso. Nessa época, a soma da minha falta de sono com a ansiedade para ser aprovada no estágio começaram a me afetar.

E isso refletiu diretamente no meu sono. Dormir era cada vez mais difícil. Eu deitava, virava de um lado para o outro, ligava a TV e nada de apagar. Só conseguia pegar no sono no meio da madrugada, e ainda acordava três ou quatro vezes por noite, nervosa. Aí, precisava fumar pra voltar a dormir.

Claro que no dia seguinte eu estava supercansada e improdutiva. Ficava totalmente irritada com os pacientes, não conseguia estudar e, durante as provas e exames, esquecia tudo que precisava saber. Isso me deixava mais ansiosa e fazia meu sono ser pior ainda. Era um ciclo vicioso terrível que estava acabando comigo!

Nessa época, eu fazia terapia tradicional, que foi o importante para que eu não pirasse de vez. Mas ela não conseguia me ajudar a encontrar a raiz do meu problema com o sono e a ansiedade.

Não consegui tirar meu diploma…

O resultado foi que acabei reprovada na clinica e não consegui meu diploma como psicóloga. Precisei abandonar meu sonho de crescer na profissão. Fiquei muito frustrada, mas não conseguia enxergar uma forma de resolver isso.

Foi então que apareceu uma luz no fim do túnel. Minha irmã estava fazendo terapia de regressão na época e a terapeuta Myriam Durante sugeriu que eu também fizesse. Nesse tipo de tratamento, a especialista hipnotiza o paciente e o induz a recuperar memórias do passado. Só que minha vida estava tão confusa na época que acabei não topando. Aguentei mais três anos de insônia e estresse, lutando para manter minha cabeça no lugar sem dormir.

Era desesperador! Pra piorar durante esses anos trabalhei apenas como secretária, totalmente fora da minha área, pois precisava do diploma de psicologia.

Foi então que, cansada de tanto sofrimento, decidi que 2013 seria o ano de enfrentar meus fantasmas: eu ia terminar a faculdade e resolver meus problemas com a ansiedade e a insônia, que impediam minha vida de ir adiante.

Na regressão, lembrei os traumas da infância.

Me matriculei no último ano da faculdade novamente e marquei uma sessão de regressãocom a terapeuta Myriam Durante, que já fazia terapia na minha irmã. Quando cheguei no consultório, preenchi um formulário com muitas questões sobre mim, meus hábitos, relações, etc. Depois, com base nisso, a terapeuta me perguntou por que busquei esse tratamento. Fiz uma lista enorme, incluindo dormir melhor, ser menos ansiosa e terminar a faculdade.

Depois dessas perguntas, ela iniciou a sessão. Deixou a sala com uma luz bem fraquinha e uma música bem relaxante rolando ao fundo. Com sua voz suave, a terapeuta foi me dando instruções e me conduzindo para um estado de total relaxamento. “Respire profundamente pelo nariz três vezes, de forma bem longa. Em seguida relaxe a nuca, sentindo a tensão cair…”. E por aí vai. Ela não gira um pêndulo na minha frente nem bate palmas. A hipnose é bem mais simples. Fico bem relaxada, mas consciente. É como seu eu estivesse meio ausente do meu corpo.

Aí a doutora pediu que eu lembrasse de situações ruins, começando pela época em que eu estava no útero da minha mãe. Assim, conduzida pela voz dela, fui lembrando de momentos esquecidos que me machucavam e, inconscientemente, me faziam mal até hoje.

Logo na primeira sessão, recordei momentos da minha infância. Tenho um problema cardíaco de nascença e precisei ser operada três vezes quando criança. Até a última cirurgia, eu era uma menina muito frágil, que não podia brincar com os coleguinhas e passava o recreio isolada. Isso gerava um sentimento de dor, de não pertencer, de ser diferente dos outros. Era algo muito mal resolvido na minha cabeça. Tanto que recordei assim que entrei em transe.

O próximo passo da doutora foi me conduzir para colocar esses sentimentos ruins dentro de uma caixa e isolá-los no meu inconsciente. Não sei bem como isso funciona, mas é uma forma de solucionar coisas do passado. Quando acordei, lembrava vagamente da sessão, mas estava me sentindo muito bem, leve e relaxada.

Finalmente vou conseguir me formar!

Logo depois da primeira sessão, já consegui dormir sem levantar para pra fumar. E, após dez sessões, onde desenterrei outras questões pendentes da infância, eu já dormia oito horas seguidas por noite! Não preciso nem falar que os benefícios no meu dia a dia logo começaram a aparecer. Dormindo melhor, me sentia muito mais disposta e minha ansiedade diminuía cada vez mais!

Assim retomei a faculdade com novo ânimo. Tinha total paciência para estudar os pacientes e conseguia estudar que era uma beleza! Como resultado, tirei somente notas boas, fui aprovada e já estou formada!

Hoje sou uma pessoa feliz e em paz. Só lamento não ter procurado a regressão antes. É que nunca passou pela minha cabeça que a origem dos meus problemas eram as memórias negativas da infância e que apenas algumas horas de transe poderiam resolver a questão!

Da redação

A regressão muda o sentimento ligado ás memórias

Apesar de parecer uma coisa mística, a terapia de regressão que a Gabriella fez é apenas mais um método da psicologia usado para tratamentos. “Ela é realizada por hipnose, uma das práticas mais antigas da psicologia, que induz a um relaxamento extremo do paciente para acessar seu subconsciente. Existem várias técnicas para isso, e a escolha varia de acordo com o profissional”, explica a psicoterapeuta e hipnóloga Myriam Durante. A hipnose pode ser usada com vários objetivos. Um deles é a regressão “Nela, o especialista conduz a pessoa a voltar a um momento do seu passado e reviver esse momento como se fosse agora. Então, por meio
da sugestão, o terapeuta ajuda o paciente a mudar o que sente em relação a esse momento. A memória não é apagada, mas o sentimento ligado a ela muda”, explica. Tomando como exemplo o caso da Gabriella: ela carregava um sentimento de ansiedade desde criança, por ter ficado isolada devido aos problemas de saúde. A regressão a fez reviver esses momentos e mudar o que sentia em relação a eles. Assim, essa ansiedade deixou de fazer parte de sua vida. Esse tipo de terapia pode ajudar a resolver problemas dos mais variados tipos, tanto psicológicos quanto físicos.

“Questões de saúde que parecem não ter causa podem muito bem ter sua origem no psicológico e lá no passado da pessoa. De dores de cabeça a casos de câncer, a regressão sempre pode ajudar no tratamento” diz Myriam.

Myriam Durante – Psicoterapeuta holística, hipnóloga e presidente do IPOM

Sobre Myriam Durante – www.myriamdurante.com.br