Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

01 July 2013

SINAIT – Pesquisa aponta que “mau humor” do chefe afeta produtividade

Em 01/07/2013, o  site do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho publicou matéria sobre a pesquisa de Estresse no Trabalho realizada pelo IPOM. Confira!

Pesquisa aponta que “mau humor” do chefe afeta produtividade no trabalho

Segundo levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (Ipom), 38% dos empregados entrevistados revelou que a causa para o estresse no trabalho é conviver com colegas mau humorados e agressivos. Em seguida, veio o excesso de trabalho, com 23%, e a pressão por resultados, com 11%.

A presidente do Instituto e psicoterapeuta Myriam Duarte, indica que as empresas precisam proporcionar momentos de relaxamento com os empregados, como atividades que combatem estresse e de repouso nos intervalos.

O assédio moral contra o trabalhador, causado principalmente pela pressão da chefia e pelo aumento da jornada, é uma das denúncias que está se tornando comum nos plantões fiscais das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego em todo o país. O tema também norteia várias ações na Justiça Trabalhista.

Leia a matéria abaixo.

Portal MSN – 26/6/2013

Mau humor de chefe é maior causa de estresse no trabalho

Excesso de trabalho e pressão por resultados também aparecem na lista como fatores que contribuem para o desgaste emocional

Pesquisa do Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (Ipom) revelou que o ambiente tenso e pouco amistoso é o que mais provoca estresse no ambiente corporativo. A convivência com chefes e colegas agressivos e mal-humorados é o principal causador de nervosismo para a maioria (38%) dos entrevistados.

Outros 23% afirmaram que o excesso de trabalho é o motivo, enquanto 18% dos entrevistados apontaram que é a pressão por resultados. Busca da perfeição (11%) e medo da demissão (7%) foram outras respostas citadas.

De acordo com Myriam Durante, psicoterapeuta e presidente do Ipom, as empresas podem adotar medidas simples e eficazes para amenizar o estresse. ““Recomendo palestras de auto-relaxamento, em que os colaboradores aprendem a aliviar a tensão acumulada. A solução encontrada por algumas empresas americanas foi criar espaços para que os funcionários pudessem relaxar, por um período de 20 minutos, sem hora marcada. Resultado: todos acordam mais produtivos, como se estivessem no início da jornada”.

O estudo foi realizado com 1,5 mil pessoas entre maio de 2012 e maio de 2013.

Confira a matéria na íntegra: http://www.sinait.org.br/?r=site/noticiaView&id=7682