Phone: E-mail: contato@myriamdurante.com.br
Português - Brasil Inglês Espanhol
Press

27 January 2016

VIVER EM MEIO À BAGUNÇA CAUSA ESTRESSE E PIORA A QUALIDADE DE VIDA

Em 26/01/2016, o portal do Grupo Educacional INEPE publicou a matéria "Viver em meio à bagunça causa estresse e piora a qualidade de vida", na qual é citada a psicoterapeuta holística e hipnóloga Myriam Durante.

 

Você sabia que estar em ambientes desorganizados gera estresse e perda de tempo? Segundo especialistas, estar em meio à bagunça afeta diretamente o bem-estar e a qualidade de vida.

“Quando está tudo embaralhado e alguém procura algo, o cérebro gasta tempo e performance para achar o que se quer. Com isso, ele fica cansado e há queda de rendimento em atividades que exigem mais energia, como tomada de decisões, por exemplo”, diz o neurologista Leandro Teles, membro da Academia Brasileira de Neurologia.

O médico afirma ainda que ser organizado facilita o trabalho do cérebro porque possibilita que ele tenha previsibilidade para realizar tarefas. “Se o ambiente está arrumado, a pessoa já parte do meio do caminho. Isso traz tranquilidade, gera serotonina (neurotransmissor) e controla o bem-estar”, explica Teles.

Questão de comportamento

Para a psicoterapeuta holística e hipnóloga Myriam Durante, a desorganização do ambiente é resultado de uma procrastinação que, geralmente, está relacionada a alguma insatisfação. “Quando as pessoas não estão felizes, elas ficam empurrando tudo com a barriga”, destaca a especialista em comportamento humano.

Se o ambiente tem criança, a organização é fundamental para o aprendizado. Estudar em ambientes bagunçados piora a capacidade de concentração em uma só tarefa, o que atrapalha a consolidação de informações no cérebro. “Os pequenos pegam o exemplo dos pais. Não adianta dizer a eles para manter o quarto impecável se o resto da casa está bagunçado”, ressalta Myriam Durante.

Quer deixar de ser desorganizado? Então fique atento às dicas abaixo:

  • Busque um motivo para praticar a organização. Comece decidindo o que deve ser descartado;
  • Curta o silêncio: evite ouvir músicas ou ver televisão enquanto organiza para aumentar a concentração;
  • Utilize ferramentas que facilitem a organização como uma agenda para listar as atividades do dia;
  • Separe itens que sobrarem por categorias e doe roupas e objetos que não tenham mais utilidade;
  • Identifique suas prioridades e aprenda a dizer não ao que é mais urgente;
  • Faça tudo de uma vez: escolha começar o quanto antes e arrume todo o espaço em um único momento, deixando todos os objetos visíveis;
  • Evite fazer várias coisas ao mesmo tempo. Em vez de tentar ser multitarefas, o que é prejudicial ao cérebro, procure se envolver com uma atividade de cada vez, com mais profundidade, para dar resultados de maior qualidade;
  • Simplifique a vida em vez de complicá-la: agende o pagamento de contas para o débito automático e planeje um caminho para resolver vários problemas em uma única rota, por exemplo;
  • Delegue tarefas para evitar a sobrecarga e, consequentemente, a desorganização resultante da incapacidade de lidar com todas elas.

Confira na íntegra.